BALÃO GÁSTRICO – 6 MESES

Chamamos de balão regular aqueles que não podem ser ajustados. Existem dois tipos de balões regulares: o de preenchimento liquido e o de preenchimento de ar, denominados, balão de liquido ou balão de ar.Já foram realizados mais de 350 mil procedimentos no mundo, mas de 50 mil no Brasil, o país que mais faz esse tratamento, vem ganhando mais adeptos, devido a ser um tratamento que não somente ajuda o paciente a emagrecer, mas a promover uma mudança de estilo de vida. Click na foto e veja o procedimento em nosso canal.

BALÃO GÁSTRICO – 1 ANO

Esse é o balão SPATZ 3. Esse balão traz no seu conceito uma nova proposta de tratamento, com três diferenças no tratamento que outros balões não apresentam: o tempo de permanência e a possibilidade de reajustes de volume para mais e para menos. Teoricamente apresenta os mesmos riscos e resultados dos outros balões, no entanto, devido à essas características especiais, tem menor índice de retiradas precoces por intolerância devido à possibilidade de reajuste para menos volume e melhor promoção de reeducação alimentar devido a possibilidade de permanecer 1 ano no estômago. Click na foto e veja o procedimento em nosso canal.

REDUÇÃO DE ESTÔMAGO ENDOSCÓPICO

Overstitch – Sutura Gástrica Endoscópica

Essa nova técnica, que chegou ao Brasil em 2017, já foi realizada em mais de 20000 pessoas ao redor do mundo, com bons resultados ao que se propõe, apresentando baixos índices de complicações, nenhum óbito diretamente ocasionado pela técnica e relatado até o momento.  De simples prática, já que não é cirúrgica, com alta no mesmo dia e recuperação rápida (2 a 3 dias).  Em mãos hábeis de um endoscopista treinado, pode ser executado em curto tempo (média de 60 minutos). Click na foto e veja o procedimento em nosso canal.

Para quem está com o IMC abaixo de 35 KG/m², e não quer e nem precisa correr riscos a outra possibilidade é o procedimento de colocação do Balão Intragástrico como alternativa para o combate a obesidade.

Este é um procedimento, pouco evasivo e sem cortes, com resultados absolutamente satisfatórios, mas como todos os métodos existentes para o combate a obesidade o paciente tem 50% de responsabilidade no alcance do objetivo.

A vantagem do Balão é que ele pode ser colocado mais de uma vez, ao contrário da Cirurgia Bariátrica que é um procedimento irreversível e permanente, isto quer dizer, que se o paciente deixou a sua condição de obesidade chegar ao ponto de ter que fazer a Cirurgia Bariátrica, tem que estar ciente de que a partir daí sim vai depender muito do próprio paciente não voltar a engordar.

O Balão Intragástrico moderno é constituído de material inerte de silicone, atóxico, não irritativo e pode permanecer até 12 meses no estômago sem causar elevados riscos. Além disso, há uma fabricante que desenvolveu recentemente um sistema exclusivo de ajuste de volume do balão intragástrico, proporcionando mais controle médico sobre o tratamento e tornando o balão intragástrico ainda mais seguro e eficaz.

Como escolher o melhor tratamento

Informar-se sobre os tratamentos disponíveis, esse é o caminho para ter autonomia sobre a sua própria saúde.

Mas somente depois de realizar uma consulta com o médico e alguns exames é que vocês dois, juntos, poderão decidir pelo melhor método de emagrecimento para o seu caso.

Mas lembre-se tudo só depende de uma atitude muito importante que somente você poderá tomar. Qualquer uma das possibilidades escolhidas você tem que ser determinada e objetiva.

Conforme recente pesquisa feita pelo IBOPE, dentre três pessoas duas querem emagrecer, o grande problema disso é o que algumas destas pessoas estão dispostas a fazer para conseguirem os seus objetivos. A mesma pesquisa diz que mais de 56% dos brasileiros está acima do peso, o fato é que a obesidade pode ser sim um problema genético, mas ele é muito mais descuido do que outra coisa.

A verdade é que não no alimentamos como devíamos e na hora que estamos nos alimentando raramente pensamos nas consequências a não ser após termos comido o mundo.

É óbvio, que a melhor forma de eliminarmos peso é através de dietas balanceadas e um rigoroso circuito de exercícios.

Mas sabemos que o que todos gostaríamos é de eliminar peso sem se esforçar muito, por este motivo é que muitas pessoas vem procurando opções como cirurgias com a ilusão de que eliminarão o excesso de peso para sempre.

Uma das mais conhecidas e desejadas é a Cirurgia Bariátrica ou Glastoplastia ou ainda Cirurgis de Redução de Estômago, mas este procedimento só é indicado para aqueles pacientes com o IMC acima de 35 KG/m², conforme recomendação da OMS.

Para fazer uma Cirurgia Bariátrica, é necessária uma criteriosa avaliação médica, clínica e psicológica além de avaliação das funções hepáticas, cardíaca e pulmonar e ainda endoscopia digestiva e ecografia abdominal. Existem quatro técnicas diferentes de realização desta cirurgia e todos os procedimentos são evasivos. Esta cirurgia é considerada irreversível e como todos os outros procedimentos não são possíveis garantir que o paciente não voltará a engordar, este procedimento é considerado cirurgia de alto risco.